Se a SUV ou caminhonete pequena derivar de algum hatch ou sedã, a maior parte das chapas que compõe a carroceria – portas, capô do motor, tampa do porta-malas, para-lamas e teto – possui a mesma espessura em ambos.

A diferença ocorre em alguns pontos, como no assoalho do veículo, que precisa ganhar reforço estrutural e chapas de maior espessura, para suportar os componentes da suspensão, que são fixados nesse local.

Essa mudança é necessária, já que as SUVs e caminhonetes são propensas a carregarem mais peso e ainda enfrentarem condições de estradas mais difíceis, o que exige mais rigidez da carroceria, para evitar torção.

Com informações da Quatro Rodas

Open chat
1
Olá! É um prazer receber você em nosso site!
Se quiser tirar alguma dúvida, clique aqui.